Você não acha tudo ISSO muito estranho?

26/11/2019

Seguem algumas observações para sua reflexão:

#1

Embora os EUA tenham embarcado, de forma simultânea e pela primeira vez nesta década, em uma expansão fiscal e monetária, os ativos associados a mercados emergentes não estão subindo! Desde o momento em que o FED anunciou a recompra de US$60 bi mensais de "treasury bills" o índice S&P 500 vem subindo de forma mais expressiva do que o ETF ACWX que mede a performance das ações globais.


#2

Embora o principal índice de renda variável global, o S&P 500, esteja na máxima, as ações lançadas em diversos IPOs não estão performando bem. Até mesmo a já famosa Beyond Meat colapsou 67% da sua máxima histórica registrada em agosto deste ano. As ações da UBER registram uma queda de 35% de seu preço de IPO enquanto as de sua concorrente, a Lyft, registram uma queda de 32%. Já a WeWork, uma vez avaliada em US$45 bi, nem chegou a fazer seu IPO pois não havia compradores para essa "narrativa".


# 3

Embora Warren Buffett -- conhecido como o Oráculo de Omaha - tenha em caixa mais de US$130 bilhões, ele está quieto, achando tudo muito caro. Até o momento observamos um Buffett se comportando de forma análoga ao praticado por ele no fim dos anos 90; momento em que o investidor optou por ficar de fora do mercado de fusões e aquisições devido ao elevado valor de mercado das empresas do setor de tecnologia.


#4

Embora o FED e o ECB estejam estimulando as economias através de estímulos monetários, o preço das commodities não sobe. Temos aí uma situação bem distinta daquela vista em 2016 quando o preço do minério de ferro, do carvão, do cobre e do petróleo se recuperaram de forma expressiva! A diferença está no fato de que o banco central chinês está bem mais contido desta vez. Eles não querem, de forma alguma, provocar uma bolha em seu mercado imobiliário. Pode haver uma retomada do crescimento da economia global sem a presença de estímulos chineses?


#5

Embora o preço do petróleo venha se mantendo estável, o preço das ações do setor, medida pelos ETFs XOP (exploração e produção) e OSX (serviços), está próximo a mínima histórica registrada no fim dos anos 90.


#6 (para finalizar com uma estranheza doméstica)

Embora a empresa Via Varejo venha mostrando sinais de que irá para a briga com a Magazine Luiza -- a VVAR foi destaque na mídia na final da libertadores -- o preço das ações da Magalu se mantém na estratosfera, negociando a um múltiplo de 100x o lucro acumulado nos últimos 12 meses. A concorrência está vindo (seja ela da VVAR, da B2W, ou do Mercado Livre) mas não há nada que abale a confiança dos comprados! Observe que estamos falando de uma empresa de margem líquida de 5%! Seria isso um caso de verdadeira convicção dos gestores ou um simples caso de falta de alternativas de investimentos? 

Marink Martins