Olá investidor, seja bem-vindo ao MyVOL!


No vídeo abaixo (em inglês) o estrategista Raoul Pal descreve como pode vir a ser a chegada de um cenário econômico recessivo nos EUA. 


A tese de que os ganhos com renda variável para os próximos anos tendem a ser superiores nos mercados emergentes parece ganhar tração entre os formadores de opinião. Contudo, quando se olha para o valor relativo do dólar questiona-se: por que a moeda americana continua tão valorizada?

Vivemos em uma era em que uma narrativa convincente tem um poder superior à outrora. Dentre as narrativas ventiladas por aí, uma das mais potentes e perigosas é aquela que diz que a iminente queda na SELIC deverá ser o catalisador para uma inusitada transferência de recursos de investimentos atrelados a renda fixa para investimentos mais arriscados...

Os ataques às instalações da empresa saudita Saudi Aramco não só afetam de forma imediata o preço do petróleo, mas jogam uma nuvem de incerteza no que diz respeito ao anúncio a ser feito pelo FED nesta próxima quarta-feira.

Ontem acompanhamos o debate democrata transmitido pela ABC News. O ex vice presidente Biden, a senadora Warren e o senador Sanders representam escolhas mais prováveis a nomeação, por serem exatamente a velha guarda do partido democrata - o primeiro ao centro e os dois últimos mais à esquerda. Kamala Harris é a próxima concorrente, pois é a mais...

Em um mundo cuja taxa de crescimento econômico está em ritmo de desaceleração, há uma busca alucinada por ativos que exibam crescimento em termos de lucratividade; mesmo que este seja somente em potencial.

Em entrevista na CNBC, o secretário do tesouro dos EUA, Steve Mnuchin, passou a ideia de que a equipe que apoia Trump se mantém coesa. Falou que busca a estabilidade do dólar, um acordo interessante com a China e a volta do Irã a mesa de negociações. Tudo isso em um momento em que a candidata oponente, Elizabeth Warren, parece...

Em um mundo cuja taxa de crescimento econômico está em ritmo de desaceleração, há uma busca alucinada por ativos que exibam crescimento em termos de lucratividade; mesmo que este seja somente em potencial.

Já estamos acostumados a ouvirmos sobre os embates, agora diários, no Parlamento britânico, sobre o Brexit. E as prováveis consequências de um hard ou soft Brexit - Boris Johnson, ao tentar ditar o tempo da votação final até 31 de outubro... como dizemos, se embananou. A discussão aqui parece chegar, na mídia, ao inevitável: as pessoas "votaram...

Embora a minha atuação no mercado tenha um horizonte de tempo relativamente curto, tenho um objetivo de longo prazo bem definido: crescer através da estratégia de dynamic hedging em diversos ativos. Hoje, coloco em prática esta atividade fazendo uso de dois ativos (Petrobras e BOVA11), mas, quem sabe, no futuro eu possa ampliar as alternativas.

Acesse a série especial E agora Petrobras? Esta série contem 12 episódios onde discuto diversos temas, desde expectativas associadas ao comportamento das ações da Petrobras assim como temas relacionados ao mercado de petróleo, e outros.

Gary Cohn atuou por 27 anos pelo Banco Goldman Sachs até ser convidado por Donald Trump para ser seu National Economic Council. Nesta entrevista concedida a Stephen Dubner, do Freakonomics, Cohn nos revela o que de fato provocou sua saída do governo.


Faça uma busca nas análises do MyVOL: