Seja Bem Vindo (a) !

Todas as publicações neste site são de autoria do Analista Fundamentalista Marink Martins (CNPI 1419), não configurando uma casa de análise independente, de acordo com o art. 3º, III, da Instrução CVM 598/2018. 

Por vezes, contamos com a sorte e ela é mais que bem-vinda. Na sexta-feira, publiquei o texto "S&P 500: possível "puxadinha" à frente!" as 4 horas da manhã e, de forma serendíptica, vimos o principal índice americano subir mais de 100 pontos. Dentre os argumentos apresentados, chamei atenção de dois importantes:

Há semelhanças entre o momento atual e o ocorrido no segundo semestre de 2018! Neste sentido, podemos mencionar as incertezas associadas à Petrobras em conjunto com as incertezas relacionadas ao aperto monetário promovido pelo FED naquela ocasião. A grande diferença -- conhecida de todos -- é a persistente inflação.

Os índices caíram e a volatilidade subiu. Já vinha explorando estes cenários por aqui ao longo dos últimos dias, compartilhando com o leitor 'insights' valiosíssimos -- muitas vezes oriundos da Gavekal. Na segunda-feira passada, Didier Darcet soou o alarme ao escolher como título para sua análise "World Crash Ahead". Já na sexta-feira, utilizando...

Sempre que possível busco compartilhar por aqui "insights" da casa de pesquisa Gavekal. É importante que o leitor entenda que, por lá, não há o que o mercado denomina de "house view"; isto é, a casa de pesquisa não possui uma visão única no que diz respeito à precificação dos ativos. Charles Gave -- um dos fundadores -- se...

Estou entre os que pensam que este conflito entre a Rússia e a Ucrânia é algo bem mais amplo; um afastamento de modelo monetário que vinha privilegiando os emissores de dólar (EUA) e de euros (UE) ao permitir que estes pudessem adquirir commodities pagando em suas próprias moedas.


Quero aqui -- nesta sexta-feira -- dar um basta no pessimismo! Ele nos protegeu demais até este momento! No entanto, tudo tem limites. Acredito que finalmente é chegada a hora de ficar com uma posição mais comprada tanto em ativos brasileiros como em ativos americanos. FAVOR NÃO ENTENDER ESTE COMENTÁRIO COMO UMA RECOMENDAÇÃO DE QUE VOCÊ DEVA IR COM...

Tomar dinheiro barato no Japão e investir em títulos brasileiros tem sido uma das operações mais rentáveis do ano. No entanto, há quem acredite que a próxima eleição no Congresso japonês poderá ser um evento catalisador para uma mudança na manipulação da curva de juros praticada pelo Banco do Japão (BoJ)...

Com a guerra entre a Rússia e a Ucrânia, o volume de gás natural vindo da Rússia para países europeus vem diminuindo. Assim, os países europeus estão tendo que recorrer ao uso do carvão. Isto, em si, representa um retrocesso em relação à tendência ESG.

Julian Brigden, estrategista da Macro Intelligence Partners, recentemente apresentou alguns argumentos indicando que o FED deverá normalizar a taxa básica de juros nos mesmos moldes do que ocorrera durante o período entre 1967 e 1969. Em anexo, segue sua mais recente apresentação.

A estrategista Lyn Alden tem uma visão de mercado bem interessante. Ela está no campo dos "inflacionistas", assim como Louis-Vincent Gave, mas é mantém uma mente bem aberta para investimentos em ativos que dependem de efeitos de rede ("network effects") como as cryptomoedas.


Histórias reais de um trader. Confira os Relatos:

Por que o ouro foi o elemento químico escolhido pela humanidade como reserva de valor? Confira no podcast abaixo:



Faça uma busca nas análises do MyVOL: