Bem-vindo ao BIG BROTHER B3

04/04/2019

Em dezembro de 2015 tive a oportunidade de participar de uma conferência realizada pelo IMPA (Instituto de Matemática Pura e Aplicada do RJ) sobre derivativos. No evento eu era definitivamente um penetra dado que não dispunha da matemática necessária para entender 80% do que se discutia por ali. Mesmo assim, tive a oportunidade de aprender algumas coisas sobre softwares de inteligência artificial - machine learning - que me impressionaram.

Talvez você não saiba, mas o uso de programas preditivos nos mercados é um fenômeno que cresce a cada ano. Para que você entenda do que estou falando, deixe-me citar um exemplo.

Imagine um observador da negociação de contratos futuros do Ibovespa que através de técnicas avançadas consegue detectar padrões comportamentais durante as primeiras duas horas de pregão.

Munido de tais informações e mais uma "tonelada" de dados, tal observador começa a participar de tais negociações de forma a tirar proveito de distorções e outras oportunidades de ganhos. Em outras palavras, tal observador faz o que traders buscam fazer a cada minuto, porém, com um detalhe perturbador: tal observador chama-se WATSON - software de inteligência artificial da IBM.

Eu, definitivamente, não desejo ter o WATSON como contraparte!

Ok. É provável que o robozinho do Banco UBS ainda não esteja tão eficiente quanto aquele da IBM que foi capaz de vencer o tão disputado programa americano - JEOPARDY! Mesmo assim, abordo este tema com o intuito de convencer o leitor que está tudo mapeado! Como assim?

Imagine que você é um trader de futuros que opera ativamente, negociando 300 contratos por dia, mas que no fim do dia é forçado a se zerar por não ter dinheiro para depositar em margem. Bem, saiba que tal informação está mapeada.

Por isso, no espírito dos aforismos apresentados por Nassim Taleb em seu livro A Cama de Procusto, gosto de dizer que só é possível ganhar dinheiro no mercado de forma sustentável se você tem recursos para carregar posições overnight. Sem MARGEM depositada, você simplesmente fica sem margem de manobra para sobreviver ao que um dia poderá ser apelidado de BIG BROTHER B3.

Marink Martins