Os mercados mais se parecem com a literatura do que com a mecânica

19/04/2018

O universo, a vida e OS MERCADOS são mais parecidos com a literatura do que com a mecânica.

A partir do século 20, o mundo aderiu a um novo paradigma. A transição de um mundo determinista para um indeterminista pôde ser visto também como uma passagem de uma compreensão linear para uma deslinear. Neste segundo, as ações dos agentes rebatem-se sobre si e modificam as ações dos próprios agentes. É o todo modificando a parte. 

Veja o que foi dito por Luiz Alberto Oliveira, o melhor entre os professores que já tive. Luiz é curador do Museu do Amanhã no RJ:

A regra pela qual associamos LETRAS para formar FONEMAS é diferente da regra pela qual associamos FONEMAS para formar PALAVRAS, se não haveria uma única LÍNGUA.

A regra pela qual associamos FONEMAS para formar PALAVRAS não é a mesma utilizada quando associamos PALAVRAS para formar FRASES, se não não haveria POESIA.

O todo (a literatura) tem propriedades que as partes (letras) não tem. Este é um dos exemplos mais belos de DESLINEARIDADE.

Note que uma máquina é incapaz de afetar-se a si própria. Os sistemas lineares são uma gota em um oceano de deslinearidade. 

Pense nisso ao ser confrontado por soluções simples, mágicas, mecânicas; seja na vida ou nos mercados. Não se esqueça que você habita o mundo da complexidade.

Marink Martins

Em épocas em que a moeda de um determinado país está forte, é quase certo que o consumo dos seus cidadãos tende a crescer de forma significativa, até mesmo gerando algumas situações que podem ser vistas como abusivas. Muitos brasileiros hão de se lembrar de abusos observados em aeroportos internacionais durante aquele período ao redor de 2010 em...

Espera-se que quanto mais importante e maior for um determinado ativo, maior será o escrutínio por parte dos analistas envolvidos. Assim, é natural esperar que empresas cujas capitalização de mercado supere 1 trilhão de dólares se comporte de forma menos volátil exibindo assim uma maior previsibilidade.

Estaria o mercado de ações norte-americano precificado de forma a refletir um pouso suave perfeito? Penso que este é o questionamento do momento.

www.myvol.com.br