PETR4 e VALE3 - cadê a tão aguardada volatilidade?

19/07/2018

Além da forte valorização do índice Bovespa registrada nos últimos cinco dias, tivemos também um expressivo declínio na volatilidade implícita das opções de Vale e Petrobras.

Tal declínio vem ocorrendo em sintonia com a queda da volatilidade do principal índice norte-americano, o S&P 500. Por lá, o VIX já está novamente abaixo de 12%, surpreendendo boa parte dos comentaristas de mercado que esperavam que o "termômetro do medo" permanecesse em patamares mais elevados, condizentes com o risco presente nos mercados.

Por aqui, para os acionistas da Vale, a boa notícia é a completa apatia demonstrada pelos participantes do mercado de opções. O número de titulares e lançadores está baixíssimo em termos relativos. E por que isso seria positivo? Isso é positivo pela tese de que um mercado de opções pujante acaba contendo o ímpeto de valorização do ativo subjacente. Novamente, isso é só uma tese!

Apesar desta peculiaridade associada as opções de Vale, acredito que as perspectivas para as ações de Vale não sejam tão boas diante do iminente desaquecimento da economia chinesa. Eventualmente, tal situação contribuirá para fazer com que o preço das ações da gigante de mineração não vá muito longe.

Já no caso das ações da Petrobras, é notório e surpreendente o declínio da volatilidade implícita de suas opções da série H (série vigente). Estamos a menos de três meses da eleição e muitos especulam que os mercados ficarão extremamente nervosos; em particular, no que diz respeito a empresas associadas ao governo, como a Petrobras, a Eletrobras e o Banco do Brasil.

Na eleição presidencial de 2014, vivemos um mercado extremamente volátil, com um número exorbitante de participantes no mercado de opções destes ativos.

Ainda há tempo para que as circunstâncias descritas aqui se modifiquem de forma substancial. Há pouco tempo, comentei por aqui que a Empiricus Research recomendou a compra de contratos de opções de compra (CALL) e de venda (PUT) com vencimento em novembro deste ano. Tal recomendação levou um grande número de participantes para este mercado. Todos apostando na mesma direção.

Sendo assim, não podemos deixar de observar a complexidade inerente dos mercados na qual as partes afetam o todo, e vice-versa.

Em outras palavras, quando um elevado número de participantes do mercado antecipa um determinado evento, a probabilidade de ocorrência deste decresce proporcionalmente.

Marink Martins


Em épocas em que a moeda de um determinado país está forte, é quase certo que o consumo dos seus cidadãos tende a crescer de forma significativa, até mesmo gerando algumas situações que podem ser vistas como abusivas. Muitos brasileiros hão de se lembrar de abusos observados em aeroportos internacionais durante aquele período ao redor de 2010 em...

Espera-se que quanto mais importante e maior for um determinado ativo, maior será o escrutínio por parte dos analistas envolvidos. Assim, é natural esperar que empresas cujas capitalização de mercado supere 1 trilhão de dólares se comporte de forma menos volátil exibindo assim uma maior previsibilidade.

Estaria o mercado de ações norte-americano precificado de forma a refletir um pouso suave perfeito? Penso que este é o questionamento do momento.

www.myvol.com.br