Véspera de feriado - Dia de "gamma scalping"

30/05/2018

Esta talvez seja a terceira vez que eu abordo o tema "gamma scalping" em meus comentários. 

Mais conhecido pelos "águias de mercado" como uma operação de reversão, trata-se de uma estratégia que tende a ser rentável em momentos que antecedem dias de elevada volatilidade.

Nesta operação o participante do mercado vende uma posição em ações e, simultaneamente, compra o equivalente em contratos de opção, naturalmente, levando em consideração o "delta" deste determinado contrato.

Caso eu tenha falado grego para você ao mencionar o "delta de uma opção", não se assuste. Embora não seja um conceito trivial, este é um conceito chave para a compreensão, não só desta estratégia, mas praticamente qualquer contrato cujo preço deriva de sua relação com o preço de uma determinada ação (contratos derivativos). Se você tem interesse em compreender este mundo, acompanhe o meu trabalho através do myvol.com.br e leia mais ao clicar aqui: https://www.myvol.com.br/l/associe-a-situacao-com-a-atitude-apropriada/

Mas, voltando ao "gamma scalping", vale retomar o assunto pelo fato de estarmos na véspera de um feriado em um período marcado por elevada volatilidade na bolsa brasileira. Os contratos de opção associados as ações de Petrobras, por exemplo, embutem uma volatilidade implícita de 75%; isto é, há uma expectativa embutida nos preços das opções de uma variação de no mínimo 5% no preço do ativo base (PETR4).

E aí você pergunta: mas se já está embutida no preço, qual seria a atratividade de se fazer tal operação neste momento?

Bem, tudo muda diante de um feriado. Os mercados estarão fechados por aqui, mas rolando lá fora. A chance de termos um "gap" de abertura na sexta-feira é grande.

Por isso, se o seu horizonte de investimentos é de curto prazo, considere  trazer esta operação para o seu arsenal de operações de mercado.

Neste sábado, dia 2/6, irei promover um encontro em SP onde irei falar sobre operações não-direcionais, estratégias nas quais o "gamma scalping" está inserido. Para se inscrever, basta clicar na imagem abaixo e preencher os seus dados.


Para grande parte da comunidade investidora brasileira, todas as mazelas que afligem a nossa bolsa são oriundas de incertezas fiscais. Ainda que não haja dúvida a respeito de nossa fragilidade fiscal, há outros fatores globais que vem contribuindo para um certo desdém em relação aos ativos brasileiros.

A expressão "The Winner Takes It All" (O Vencedor Leva Tudo!) é velha. Foi título de um dos maiores sucessos da banda sueca ABBA em seu álbum de 1980. Já no mercado de ações foi ganhando tração na medida em que foram surgindo "platform companies" como America Online (anos 90), Yahoo, Amazon Web Services, Google, Facebook, LinkedIn (Microsoft),...

Administrar um ciclo de queda nos preços das ações nunca é fácil. Agora, fazer isso durante um período em que boa parte do mundo vive um período de festa é bem mais difícil. Nos últimos dias, enquanto o índice S&P 500 registrou uma série de recordes de alta, por aqui registramos uma tremenda agonia.

www.myvol.com.br