E o dolar? Como fica?

25/05/2018

Quem acompanha estes comentários diários viu que em meados de abril chamamos atenção para o movimento de apreciação do DXY, um ETF que mede o comportamento do dólar americano contra diversas outras moedas, com destaque para o euro, o iene, a libra esterlina e o dólar canadense. E não é que de meados de abril para cá o DXY subiu bem e provocou uma turbulência em alguns mercados! 

No vídeo abaixo, falo sobre as perspectivas para o dólar, tomando como base análises daqueles que realmente entendem sobre o assunto. Confira! 

Marink Martins

Para se inscrever na palestra mencionada no vídeo, clique na imagem abaixo.

Para grande parte da comunidade investidora brasileira, todas as mazelas que afligem a nossa bolsa são oriundas de incertezas fiscais. Ainda que não haja dúvida a respeito de nossa fragilidade fiscal, há outros fatores globais que vem contribuindo para um certo desdém em relação aos ativos brasileiros.

A expressão "The Winner Takes It All" (O Vencedor Leva Tudo!) é velha. Foi título de um dos maiores sucessos da banda sueca ABBA em seu álbum de 1980. Já no mercado de ações foi ganhando tração na medida em que foram surgindo "platform companies" como America Online (anos 90), Yahoo, Amazon Web Services, Google, Facebook, LinkedIn (Microsoft),...

Administrar um ciclo de queda nos preços das ações nunca é fácil. Agora, fazer isso durante um período em que boa parte do mundo vive um período de festa é bem mais difícil. Nos últimos dias, enquanto o índice S&P 500 registrou uma série de recordes de alta, por aqui registramos uma tremenda agonia.

www.myvol.com.br